FORMAÇÃO – Bianca

Duas horas de tormento, intermináveis olhadas no relógio. Enquanto Bianca suspirava de alívio, Eulálio, se pudesse, ficava mais dois tempos de aula debatendo e anotando sobre Direito Econômico:

– Não consigo gostar de Comercial, Empresarial, Tributário. Você vai continuar puxando essas matérias do Direito? – perguntou ela, enquanto esperava o primo arrumar o material, já que nem tinha tirado nada da bolsa.

– Parece que você não gosta de ter minha companhia.

– Não é nada disso. Só não é pra mim. Quero algo público, como promotoria, magistratura. Defensoria, não mais. – completou baixinho.

Eulálio se levantou rápido e puxou papo com duas garotas da turma. Na certa, iria saber qual era a festa do momento. Ele não perdia nenhuma. Ela, por outro lado, evitava. Não queria perder tempo badalando. Lia o máximo que podia, estudava pelos menos cinco horas por dia, reduziu os períodos da academia e do lazer. O foco era passar num concurso público. No entanto, nem em seleção de estágios conseguia êxito.

Sacudindo a cabeça, como se fosse diminuir o baixo-astral constante, Bianca deixou a sala e se recostou no corredor. Os colegas de classe saíam, se dispersavam, poucos a cumprimentavam. Sentiu-se, mais uma vez, invisível, embora soubesse o nome de todos e o que desejavam na área do Direito. A maioria queria concurso, igual a ela, mas pra ganhar dinheiro. Bianca só intentava ter um cargo que a definisse, poder olhar pra porta e constatar seu nome em dourado, com o cargo embaixo.

– Eu adoro ter aulas no Direito. Conheço mais pessoas e aprendo uns jargões jurídicos para gastar na Administração. – soltou Eulálio, retirando-a de seus devaneios. A verdade é que das cinco horas de estudo de Bianca, mais da metade eram gastas mentalizando o depois, o dia a dia quando trabalhasse, a independência a ser adquirida. Se pensamento positivo fosse o único necessário às pessoas, o mundo deixaria de ser Terra para ser Próspera.

– Liu, como você consegue? Ser tão despachado, tão amigável com todos, se enturmar tão fácil? Você parece ser mais da turma que eu.

– Prima, vou repetir. Você pensa tanto no adiante e esquece o agora. Você tem os dois olhos no futuro e se esquece de que precisa do presente para alcançá-lo.

Bianca apertou no peito o Vade Mecum, que antes carregava debaixo do braço. Quem sabe a amargura e a certeza abrasadora daquelas palavras pudessem sair do peito e se instalar na lei seca?

Eulálio parou em frente da prima. Pegando-a pelos ombros, sacudiu-a:

– Eu não quero te deixar mais introspectiva e triste. Quem sou eu pra apontar defeitos? Tenho tantos entraves e neuras. Só acho que você deve dar uma chance a outras oportunidades. Você pode se surpreender. Por causa dos parceiros da empresa de nossa família, você consegue estágio em qualquer firma de advocacia facilmente.

– Eu não quero advogar pra particular. – disse impaciente.

– Você não sabe como é. Precisa saber, antes de descartar. É melhor do que ficar sozinha em casa, estudando igual uma louca. Às vezes, aprendemos mais fazendo. Eu vou te arrumar um estágio. Confia?

– O quê?

– Só promete que vai participar da entrevista e vai ficar por duas semanas. Depois disso, você larga e sai. Aceite.

– Tudo bem.

Uma dupla de palavras boba nunca carregou tanta transformação. Bianca não poderia imaginar a guinada prestes a se desenrolar. Afinal, ela pensou no que poderia perder ao aceitar a proposta. Depois, constataria que teria muito a ganhar.

Eulálio jogou um capacete no peito da prima, que se assustou:

– Eu estou de saia. Não posso pegar carona contigo.

Ele olhou pra ela e arrematou:

– Quando você vai se permitir sentir a liberdade?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: